quarta-feira, 14 de julho de 2010

Hoje, um tanto reflexiva. Melancolica, saudosista.
Lembrando um pouco do passado ouvindo Tomorrow do Quincy Jones.
Pensando um pouco no futuro, nas coisas que quero conseguir. Que preciso conseguir.
Nos passos que tenho que dar.
Pensando nas habilidades que tenho em conseguir certas coisas mundanas.
Mas sempre me equilibrando pra não despencar no abismo que fica logo ao lado.
Distinguindo o real imaterial do material irreal. Ficticio. Que aparece e desaparece como mágica. Os dias de chuva são assim...melancolicos pelo menos pra mim. Clima de mundo em suspensão, espectativa, teaser, até o sol aparecer.
Pensando no pote de ouro depois do arco-iris infernal do medo. Remando contra a maré da incerteza, dando a cara a tapa todo dia. Hoje erro tanto quanto acerto. O tempo traz um pouco de equilibrio pras coisas.
Ainda sim, sinto falta de momentos que não vivi, tudo bem fazer o que?
Ecrever?
hahaha, coisa engraçada...
Prefiro plantar.
Aprendi com Rainer Maria Rilke a não esperar por nada, o que vier é lucro.
Enquanto isso vou vivendo e aprendendo. Consumindo e dividindo. Esperando a chuva passar.

Nenhum comentário: